A Turkish Airlines enviou um comunicado chamando a atenção para algumas alterações motivadas pela mudança de Aeroporto

“Devido a todas as questões colocadas nos últimos dias e para que não existam mais dúvidas sobre as alterações nas vossas reservas, informamos que de acordo com a lei a Turkish Airlines informou, todas as alterações com o tempo legal.”

E o comunicado acrescenta “de qualquer forma e para que não apareçam outras questões/dúvidas relativamente ao mesmo, informamos detalhadamente o procedimento a seguir nas reservas da Turkish Airlines durante o período de mudança para o Istanbul New Airport.”

Bilhetes com voos cancelados

  • Rebooking:
    • • Alterações de data permitido com um intervalo de sete dias antes ou 15 dias depois da data do voo inicial. Pode ser aplicado tanto ao voo cancelado como ao restante itinerário.
    • • A alteração involuntária da reserva pode ser feita em qualquer classe de reserva excepto R, I, X, N respeitando sempre a cabine de reserva original: Business ou Económica.
    • • As novas reservas devem ser feitas únicamente em voos da Turkish Airlines incluindo voos code-share com o código TK, excepto entre os voos TK7299 — TK9999.
    • • Não é permitido reemitir para outras companhias aéreas.
    • • É permitido apenas um único rebooking involuntário por bilhete.
    Читайте также:  Expansão da capacidade na região de Lisboa chave do desenvolvimento da Aviação em Portugal
  • Rerouting:
    • • Alteração de rota permitido em voos Turkish Airlines, respeitando o país de origem/destino do bilhete original. É possível incluir voos code-share respeitando o ponto 1.
    • • Se o passageiro aceitar sair/regressar de/para uma cidade do mesmo país que o itinerário inicial, é da responsabilidade do passageiro os gastos extra quanto a transporte e estadia.
    • • É permitido apenas um único rebooking involuntário por bilhete

    Nos pontos 1 e 2: Reemitir os bilhetes como involuntário indicando em endorsment o voo e data afectada. Por exemplo: INVOL CHNG DUE TO FLT TK123/06APR CNLD

  • Reembolsos:
    • • Reembolso involuntário permitido:

    — Bilhetes não voados: reembolso total.

    — Bilhetes parcialmente utilizados: reembolso  da parte não voada.

    • • O reembolso involuntário pode ser feito em GDS indicando na máscara do reembolso o número e data do voo cancelado. Por exemplo: TRFU/RM INVOL DUE TO FLT TK123/06APR CNLD
    Читайте также:  Vinci Airports recebeu 55 Milhões de passageiros nos 10 aeroportos nacionais

            

    Bilhetes sem voos cancelados

    Normativa aplicável a bilhetes:

    • • Emitidos até ao dia 12 de Março de 2019, inclusive.
    • • Com voos entre 04 e 09 de Abril 2019, inclusive.
  • Rebooking:
    • • Alterações de data permitidas, sem penalização, com um intervalo de sete dias antes e/ou 15 dias depois da data do voo original.

    Para alterações fora destes dias, deve ser seguida a regra da tarifa.

    • • A alteração da reserva pode ser feita em qualquer classe, excepto R, I, N, X respeitando sempre a cabine de reserva original: Business ou Económica
    • • As novas reservas devem ser unicamente em voos operados pela Turkish Airlines.

    Para alterações em voos code-share onde a TK não opera o voo, aplica-se a regra de tarifa.

    • • É permitido apenas um único rebooking involuntário por bilhete.
    Читайте также:  Latam passa a cobrar pela bagagem em voos para Estados Unidos e Israel
  • Rerouting:
    • • Permitido sem penalização para alterações com saída de um Aeroporto diferente na mesma cidade. Por exemplo: SAW-BCN em vez de IST-BCN.
    • • É permitido apenas um único rerouting involuntário por bilhete.

    Nos pontos 1 e 2:

    • • As alterações podem fazer-se até 19 de Março de 2019, inclusive.
    • • Os bilhetes terão de ser reemitidos como involuntário e terá de ser indicado em endorsment o seguinte: INVOL CHNG DUE TO ISTCOTK 121253 MAR19.
  • Reembolsos:
    • • Seguindo a regra de tarifa