A Hi Fly foi premiada com dois prémios internacionais pela sua campanha de marketing do A380

A revista Global Transport Finance distinguiu a companhia aérea nacional Hi Fly com dois prémios de prestígio.

Numa cerimónia realizada no Merchtant Raylor’s Hall, em Londres, a Hi Fly esteve representada pelo CFO do grupo e CEO da companhia em Malta, Sérgio Bagorro.

Apresentada pelo editor da revista, Jim Smith, a cerimónia que assinalou ainda os 21 anos de reconhecimento dos melhores e maiores feitos alcançados na indústria dos transportes, atribuiu à Hi Fly os prémios The Aircraft Remarketing Deal of the Year Award e The Daedalus Award, resultantes da campanha de marketing para o seu Airbus A380.

Читайте также:  Dois novos Airbus A330-900NEO da TAP com "baptismo de voo" em estreia comercial

A companhia assentou “a estratégia de lançamento do A380 numa campanha de responsabilidade ambiental que alertou a população mundial para a importância da preservação dos recifes de coral.”

Com a inscrição “Save the Coral Reefs”, a Hi Fly decorou o avião de forma impactante.

As imagens de cada um dos lados do avião são um contraste: um carregado de azul escuro mostrando os corais destruídos e outro forrado de um azul oceânico, repleto de vida e sem perturbações do ecossistema marinho.

Após a cerimónia, Jim Smith, editor da Global Transport Finance, considerou que os “os prémios atribuídos à Hi Fly, relacionados com a campanha de marketing desenvolvida para o Airbus A380, foram o momento alto da noite”, destacando “a notável e actual” temática na campanha da Hi Fly.

Читайте также:  Iberia lembra: será que a sua mala pode entrar no avião?

Para Paulo Mirpuri, presidente da Hi Fly, este prémio tem um duplo sabor de vitória: “pela sua vertente de consciencialização relativamente aos plásticos, corais e oceanos e por nos fazer acreditar que estamos, de facto, no bom caminho com a aposta no Airbus A380”. 

A entrada do A380 foi um marco importante no ano da Hi Fly, com esta a entrar no restrito clube das 4 companhias aéreas europeias a utilizar o modelo, a 14ª a nível mundial e a primeira na área de wet-lease.