USO-Madrid convocou uma greve, para 15 de Julho, na empresa Spanish Intoplane Services, del grupo Cepsa  responsável pelo abastecimento dos aviões no Aeroporto de Barajas, em Madrid.

Estas paragens afectarão muitas companhias aéreas que operam em Madrid, em particular Iberia, British Airways, Vueling e Ryanair conforme asseguraram ao Hosteltur, notícias de Turismo, os porta-vozes do sindicato.
USO-Madrid explicou que depois de 18 meses de negociações, a empresa não apresentou qualquer tipo de proposta que leve à assinatura do novo contrato colectivo de trabalho limitando-se unicamente a afirmar que as medidas propostas pelos trabalhadores não são aceites pela empresa, conforme noticia o espanhol Hosteltur

“Entendemos que estaposição de bloqueio tem como único objectivo deixar passar o tempo. Esta aparência de negociação irreal está a pôr em causa direitos como a liberdade sindical e a negociação”
Por outro lado os trabalhadores estão fartos desta situação, pelo que como não se chegou a nenhuma conclusão, decidimos convocar uma greve” destaca o sindicato. “Deste modo, no próximo 15 de Julho, começam as paragens parciais de duas horas por turno, que se verificarão nas quintas e sábados de cada semana:
Turno da manhã- 10:00 às 12:00
Turno da tarde- 16:00 às 18:00
Turno da Noite- 03:00 às 05:00

Читайте также:  Serviço Ekonomiplus e Business da Atlas Global leva-o para os quatro cantos do mundo

Entre as reivindicações apresentadas pelo sindicato na negociação do novo contrato colectivo de trabalho está uma subida de salário de 2.5%, um limite 220 turnos anuais e o pagamento das horas nocturnas das 22:00 às 06:00.