Uma greve sem aviso dos controladores aéreos no aeroporto internacional de Bruxelas obrigou ao encerramento do espaço aéreo, esta quinta-feira.

Já foram cancelados dezenas de voos no aeroporto internacional de Bruxelas e alguns também em Charleroi.
Espaço aéreo continuará encerrado «provavelmente»… sem se saber bem quando termina

O Eurocontrol, que controla o espaço aéreo europeu, foi avisado só ao início da manhã, apenas cerca de duas horas antes da paralisação.

Esta greve surpresa está já a ter consequências: a meio da manhã tinham sido cancelados pelo menos 60 voos no aeroporto de Bruxelas, sendo que a paralisação também está a afectar o aeroporto de Charleroi, a sul da capital. As cadeias RTBF e VTM falam em pelo menos uma dezena de voos que não se realizaram neste aeroporto.

Читайте также:  Portugal recebe primeiro “Sustainable Cabin Forum”

“Esperamos uma greve com impacto nos voos de passageiros e de carga operados no aeroporto de Bruxelas”, indicou a infraestrutura de Charleroi na sua página da internet. Adverte desde já que é possível que haja “atrasos, anulações e atrasos das chegadas” ao longo de todo o dia, apesar de esta greve ter sido convocada para apenas a parte da manhã.

O aeroporto pede aos passageiros cujos voos foram cancelados para contactarem com as respectivas companhias para obter mais informação e aconselha a não se deslocarem para o aeroporto para evitar aglomerações.

Os controladores belgas queixam-se da carga de trabalho e de falta de pessoal.