O Boeing 747 com design histórico da BOAC e matrícula G-BYGC aterrou em Heathrow  e a primeira viagem será para Nova Iorque;

Foram muitas as pessoas que, levadas pela curiosidade, se reuniram no aeroporto de Heathrow para assistir à aguardada chegada do Boeing 747 da British Airways “pintado com o design do seu predecessor da British Overseas Airways Corporation (BOAC).”

A aeronave tinha chegado à oficina de pintura da International Aerospace Coatings (IAC), no aeroporto de Dublin, a 05 de Fevereiro, tendo-lhe então sido retirado o actual design da British Airways, Chatham Dockyard.

O avião foi depois novamente pintado, incorporando já o design BOAC, o mesmo que integrou a frota da BOAC entre 1964 e 1974.

Alex Cruz, CEO e Chairman da British Airways, afirmou que “o enorme interesse que temos tido neste projecto demonstra a ligação que muitas pessoas têm para com a História da British Airways. Sentimo-nos, por isso, incrivelmente orgulhosos e é com muito agrado que, no ano do nosso centenário, celebramos o nosso passado enquanto também olhamos para o futuro. Aguardamos com entusiasmo muitos mais momentos como este, quando as nossas outras aeronaves com design histórico entrarem ao serviço”.

Читайте также:  Em 2018 TAP transportou 1,9 milhões de Passgeiros entre Portugal e Espanha

Depois da pintura acabada, o Boeing 747 BOAC voou directamente para Heathrow numa aterragem especial, denominada BA100, “alusiva ao centenário da companhia.”

O próximo voo será amanhã, 19 de Fevereiro, descolando a aeronave  para o aeroporto JFK, em Nova Iorque, operando enquanto voo BA117.

“Esta viagem tem um significado especial, já que foi esta a primeira rota que o B747 voou com cores BOAC.”

“De seguida, o avião vai continuar a voar em rotas 747 operadas pela British Airways, mostrando orgulhosamente o novo design como parte das comemorações do centenário da companhia aérea. O percurso da aeronave pode ser acompanhado usando o Flight Radar, que terá uma imagem especial deste design.”

Читайте также:  British Airways lança primeira cerveja produzida a 40 mil pés de altitude

O design BOAC vai continuar no Boeing 747 até que este se retire em 2023, com o objectivo de permitir que o maior número de passageiros tenha oportunidade de o ver.

Nessa altura, a British Airways terá retirado a maioria dos 747 da sua frota, substituindo-os pelos novos aviões de longo curso de última geração.

Tal inclui a integração, nos próximos quatro anos, de 18 aviões A350 e 12 Boeing 787 Dreamliners com novas cabines e ambientalmente mais eficientes, bem como outras 26 aeronaves de curto-curso. Estas iniciativas fazem parte do investimento da British Airways de 6,5 mil milhões de libras para os clientes.